A Garota Anônima
Resenhas

A Garota Anônima, de Greer Hendricks e Sarah Pekkanen | Resenha

A Garota Anônima

A Garota Anônima: Algumas oportunidades a gente deve deixar passar. Ou não?


Eu peguei A Garota Anônima na mesma época que Oito Detetives… Sim, eu sei, já tem um tempão. Mas você também já deve saber que esse ano foi complicado para minhas leituras. Finalmente, parece estar melhorando. Há esperança no fim do túnel, afinal.

A Garota Anônima foi escrito pela dupla Greer Hendricks e Sarah Pekkanen e lançado pela Faro Editorial em janeiro deste ano, contando com 365 páginas de puro suspense psicológico.

A Garota Anônima

Jessica Farris, durante um de seus atendimentos como maquiadora, descobre um estudo psicológico que paga 500 dólares somente para responder algumas perguntas em um computador por meras duas horas. Isso é o que ela ganha depois de fazer dez atendimentos, então, simplesmente se voluntaria sem saber que do outro lado existe alguém cujas intenções não são nada altruístas. Pega em uma rede de mentiras e subterfúgios, ela só poderá contar consigo mesma para escapar e proteger aqueles que ama.

A Garota Anônima

Primeiro, vou falar dos pontos positivos. A ideia da trama é bastante interessante e a Dra. Lydia Shields faz seu papel de psiquiatra psicótica muito bem – deu até uma vibe meio Hannibal Lecter sem a parte do canibalismo. Ela é extremamente inteligente, observadora e manipuladora, mas, ao mesmo tempo, falha em alguns pontos, o que faz dela uma personagem bem tridimensional.

Infelizmente, a parte boa termina aí. Enquanto um personagem foi super bem escrito, os outros deixaram a desejar, principalmente a nossa personagem principal. Jess é construída sem qualquer malícia, o que parece bem pouco crível, conta coisas que não divide com ninguém de modo super fácil (quem escreve em um computador coisas que poderiam acabar com a sua vida sem saber o que vai ser feito com a informação?!) e se deixa envolver sem qualquer tipo de informação em coisas dúbias. Sério, como uma personagem pode ser tão burra?!

A Garota Anônima

O ritmo da leitura também foi um grande problema para mim. Por ser um suspense psicológico, eu esperava um ritmo acelerado, com coisas acontecendo a todo segundo, viradas na trama, mas o que encontrei foi uma escrita arrastada, com vários nadas acontecendo ao longo de páginas e páginas.

Essa é uma história que tem agradado a muitos leitores, mas infelizmente não foi para mim.

Título: A Garota Anônima | Autoras: Greer Hendricks e Sarah Pekkanen | Editora: Faro Editorial | Páginas: 268

Provavelmente a estranha no ninho do grupo. Menina de exatas no meio da galera de humanas. Uma completa apaixonada por livros que precisa urgentemente diminuir a quantidade de livros que ficaram encalhados na estante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.