Resenhas

O Serviço de Entregas Monstruosas, de Jim Anotsu | Resenha

12 julho, 2021 por

O Serviço de Entregas Monstruosas: nacional fantástico e divertido

O Serviço de Entregas Monstruosas, de Jim Anotsu | Resenha

Assim que eu fiquei sabendo da premissa de O Serviço de Entregas Monstruosas, de Jim Anotsu, recém-publicado pela editora Intrínseca, tive absoluta certeza de que adoraria a história. E eu estava certa — depois de anos quebrando a minha cara, parece que aprendi a escolher as histórias que eu gosto… enfim, quem disse que escolher livros é fácil?

De qualquer forma, O Serviço de Entregas Monstruosas nos mantêm no Brasil e nos leva para Bello Horizonte, de Minas Geraes — eu não escrevi errado, é isso mesmo, afinal, como diz o autor no livro, qualquer semelhança é mera coincidência. Nosso querido narrador é Gustavo, um menino de 12 anos e o protagonista dessa fantástica história.

A família de Gustavo é dona da empresa Serviço de Entregas Monstruosas e, em um serviço de entrega que Gustavo estava fazendo, ele acaba vivenciando uma tentativa de roubo contra o seu cliente, bem no momento que está prestes a fazer a entrega.

Resumidamente, o cliente se dá mal, o ladrão, mais ou menos, e Gustavo acaba fugindo, levando consigo a preciosa encomenda que deveria entregar e que acabou de salvar de ser roubada. Que é nada menos do que um raríssimo ovo de dragão.

E, se você acha que revelei muito com essa sinopse adaptada, calma, que ainda tem muita loucura para acontecer.

Eu adorei. Sério, foi o tipo de livro que li relaxada e me diverti o tempo todo. Eu praticamente devorei a obra e, quando parava, ficava pensando na história. Amei a diversidade de criaturas que o autor conseguiu encaixar nesse universo e a naturalidade com que ele fez isso; temos fadas reclusas, faunos musculosos e multimilionários, duendes faxineiros, dragões que passeiam na coleira, feiticeiros linguistas — que têm um mordomo viking! — e, o melhor de tudo, bruxas que trabalham basicamente produzindo catarro para ser usado como queijo em pizzas — e que estão lutando pelos seus direitos e salários mais justos.

Já deu para perceber que o negócio é louco — eu não consigo imaginar o quanto Jim deve ter se divertido criando tudo isso, porque é exatamente essa a impressão que dá.

O Serviço de Entregas Monstruosas é isso: um livro divertido. Mas, ao mesmo tempo, a trama também expõe problemas como preconceito e desigualdade social. Na verdade, tem bem mais do que isso. Mas, se você quiser ver toda essa diversidade de criaturas mágicas nessa cidade que faz referência a uma cidade bem conhecida do nosso belo país, eu sugiro – e muito! – que você leia.

Os personagens são bem construídos e têm reações que se inserem muito bem em todas as reviravoltas da trama. Mesmo os seus defeitos são bem explorados. Embora eu não tenha me conectado com nenhum deles, sinceramente não senti falta disso, porque eu me conectei demais com a história em si.

A narrativa em primeira pessoa é bem gostosa, flui muito bem e é divertida — minha única ressalva quanto a isso é que eu senti que as narrativas do Gustavo e da Strix, quando acontece de ela assumir a narrativa por um momento, pareceram muito iguais, ainda que os personagens sejam quase completamente diferentes. Outra coisa que me chamou a atenção, mas pessoalmente de uma forma bem positiva, foi que o narrador, em vários momentos, fala de maneira muito poética — do tipo que daria para colocar em versos.

E é isso. Eu só queria comentar, porque me chamou a atenção.

A própria trama é bem bolada, desenvolvida e é acelerada também — a história já começa com Gustavo correndo para cumprir o prazo de entrega e, depois, só fica mais louca. Eu estive o tempo inteiro muito imersa e me perguntando o que aconteceria em seguida. Também curti bastante os vilões da história e admito que fui pega de surpresa com a revelação final — inclusive, isso deixou um gancho para um possível próximo volume, embora esse também tenha tido um final muito aceitável e concreto.

Quanto ao material, está absolutamente incrível. A capa está lindíssima — eu adoro capas desenhadas —, e o mesmo artista da capa fez também as várias artes internas. Sim, temos artes no miolo do livro, várias! Então, ficou tudo muito fechadinho e bem feito. E adorei o tamanho do livro — perfeito para colocar na bolsa.

Quero ressaltar novamente que adorei O Serviço de Entregas Monstruosas. É bem o tipo de livro que eu gosto — o tipo que transforma a magia em algo cotidiano. Adorei a leitura e leria de novo.

Título: O Serviço de Entregas Monstruosas Autor: Jim Anotsu | Editora: Intrínseca | Páginas: 327

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário