Resenhas

O Mistério dos Cavalos Alados, de Megan Sheperd | Resenha

01 julho, 2020 por

Eu já tinha O Mistério dos Cavalos Alados, de Megan Sheperd, publicado pela Plataforma21, na minha estante há algum tempo. Inexplicavelmente, eu adquiri o livro anos atrás, quando o meu gosto literário era um pouco diferente do que é hoje em dia, mas algo me disse que um dia eu aproveitaria a história que esse livro tem a oferecer. Então, eu comprei o livro e o guardei durante esses anos, esperando pelo dia em que eu olharia para ele e realmente sentiria uma vontade latente de saber o que tinha ali dentro.

Poético, né? Pior é que é verdade mesmo — esse não foi o único livro com o qual fiz isso.

E fico muito feliz por ter tido essa paciência, porque eu acho que não teria conseguido aproveitar essa história como poderia, se tivesse lido antes.

O Mistério dos Cavalos Alados traz uma história sensível e, sinceramente, que eu achei muito triste desde o começo. A trama se passa durante a Segunda Guerra Mundial, em um hospital para crianças com uma doença que a protagonista chama de “águas paradas”, que afeta os pulmões — e uma pesquisa rápida sobre essa época vai ser o suficiente para te dizer sobre qual doença ela se refere, embora ela também revele o nome propriamente da doença mais para o final do livro.

Ou seja, é para chorar pouco.

Eu sei que chorei baldes e baldes e ainda fiz a besteira de furar com o meu costume de não ler as últimas páginas, o que me fez ser pega de surpresa em todos os momentos da leitura — é por isso que eu leio o final do livro, porque, senão, eu choro!

Mas eu também achei a história bem fofa. A protagonista é Emmaline May, cuja idade eu suponho que seja de uns 10 anos, no máximo, a julgar por alguns comportamentos dela. E ela tem alguns segredos. Dentre eles, há o de que ela consegue ver cavalos alados através dos espelhos. Só que, em um belo dia, um desses cavalos atravessa do mundo refletido para o mundo do lado de cá, com a asa ferida e fugindo do temido Corcel Negro.

E, como Emmaline é uma das poucas que consegue ver os cavalos alados e é uma menina muito corajosa, ela se encarrega de proteger esse cavalo ferido, fazendo tudo o que está ao seu alcance.

Por vezes, eu achei a narrativa um pouco madura demais para uma criança como a Emmaline. Isso até poderia ter sido deixado de lado e eu a consideraria uma criança muito madura, devido a tudo o que ela viu e pelo que passou. Mas as próprias atitudes dela deixam claro que, na verdade, ela é só uma criança com não mais do que 10 anos — se é que chega a ter isso. Ao mesmo tempo, também acho que uma narrativa mais infantilizada deixaria a leitura um pouco maçante — e isso seria um crime com essa história maravilhosa. Então, apesar de essa peculiaridade ter me chamado a atenção, não posso dizer que foi algo que me incomodou propriamente. Mas achei legal comentar.

Eu achei essa história bem triste, mas acho que justamente essa tristeza é o que dá a beleza dela. E, à medida que as páginas vão passando, essa beleza vai aumentando, porque o leitor vai compreendendo a Emmaline, descobrindo como ela vê o mundo e, principalmente, passando a interpretá-la. Para mim, esse foi o grande desafio e a grande jogada dessa história.

Foi o que me fez gostar muito dela. Mas admito que não é uma história fácil de ler — eu não conseguia ler muitas páginas seguidas, porque eu precisava parar para interpretar. Acho que uma leitura rápida demais não surtiria o mesmo efeito de um processo mais calmo e pausado.

Para mim, esse é o tipo de história que precisa ser digerida.

Quanto ao trabalho da editora, não tenho reclamações. A capa está linda e delicada, como a própria história. O interior está simples, mas satisfatório. Acho que a editora fez um ótimo trabalho, principalmente ao trazer essa bela obra para o Brasil.

Ler O Mistério dos Cavalos Alados foi não apenas uma experiência extremamente prazerosa, como também me deixou aliviada assim que terminei — depois de anos de espera, não é para menos. Provavelmente, vou reler esse livro daqui a algum tempo e tenho certeza de que, quando o fizer, vou ver coisas novas que não fui capaz de ver dessa vez.

Título: O Mistério dos Cavalos Alados | Autora: Megan Sheperd | Tradutora:  Lavínia Fávero Editora: Plataforma21 | Páginas: 208

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário