O Sal das Lágrimas, de Ruta Sepetys | Resenha

book:
Ruta Sepetys

Reviewed by:
Rating:
5
On 04/06/2019
Last modified:14/06/2019

Summary:

Uma leitura muito recomendada e, se é que eu já posso dizer, uma das melhores do ano.

Uma história de ficção com toques de realidade. Uma narrativa construída de maneira envolvente e muito emocionante. Foi com isso que me deparei em O Sal das Lágrimas, de Ruta Sepetys, publicado pela editora Arqueiro. Ou seria chamar o livro de obra-prima?

A ficção histórica acompanha a jornada de quatro refugiados, Joana, Emilia, Florian e Alfred, de diferentes países europeus que buscam se salvar do avanço do exército soviético no final da Segunda Guerra Mundial. Apesar dos personagens e de seus relatos serem fictícios, a segurança e a liberdade vieram realmente na forma de um navio alemão de cruzeiro chamado Wilhelm Gustloff.

A embarcação, que existiu de verdade, tinha capacidade de transportar somente 1.800 pessoas, mas prometeu levar mais de dez mil almas, entre refugiados e soldados, para longe da guerra. Este barco, contudo, nunca chegou ao porto, uma vez que foi torpedeado por um submarino soviético e afundou no mar Báltico. Mais de nove mil vidas se perderam. É o pior desastre marítimo da história, com seis vezes mais mortos que o Titanic.

Para mim foi muito importante lembrar que Hitler perseguia todos aqueles que não possuíam sangue alemão. Havia me esquecido disto. Quando pensava em quem mais sofreu com esta guerra, pensava somente nos judeus. Não me recordava dos outros “indesejados”. Então, conhecer um pouco da história, mesmo que fictícia, de diversos refugiados foi esclarecedor, importante e necessário.

Alfred foi o protagonista que mais me surpreendeu. É difícil falar sobre a sua trajetória sem dar algum spoiler, então vou somente dizer que o considero intrigante. Ele é um personagem complexo com muitas camadas e motivações. Gostaria de conhecer mais sobre a sua história.

É muito difícil não se emocionar com este romance. O tema da obra é comovente por natureza, já que se trata de uma guerra devastadora e um acidente trágico. Além disto, a escrita de Sepetys é muito sensível e bem desenvolvida. Cada capítulo leva o nome de um dos personagens e conta a história a partir do seu ponto de vista, nos envolvendo de forma ainda mais profunda.

O Sal das Lágrimas é um livro maravilhoso cheio de emoções humanas que tocam o coração. Uma leitura muito recomendada e, se é que eu já posso dizer, uma das melhores do ano.

Uma leitura muito recomendada e, se é que eu já posso dizer, uma das melhores do ano.

Renata Bacellar

Cineasta, publicitária, marketeira que sonha em passar seus dias escrevendo! Apaixonada por storytelling, seu mundo, coração e alma estão repletos pela magia dos livros, filmes e músicas...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.