As melhores leituras do ano do Vai Lendo

Foi difícil, quase impossível, mas conseguimos listar aqueles livros que mais nos marcaram em 2018

Final de ano é sinônimo de reflexão. Momento de analisar as metas atingidas e traçar as conquistas do ano que vem. De agradecer por tudo que a vida trouxe para a gente. Momento de abraçar a família e os amigos para comemorar mais um ano que passou.

E, como por aqui a gente fala sobre livros, esse é o momento também de relembrarmos as leituras que mais nos marcaram nesse ano de 2018. Então, confira abaixo os livros inesquecíveis de cada um de nós! Quais desses você já leu? Como está a sua lista?

SEGREDOS DE FAMÍLIA, de Lisa Wingate (JULIANA) – Globo Livros

“Sabe aquele livro que simplesmente hipnotiza, a ponto de você não querer fazer mais nada para conseguir terminar e, ao mesmo tempo, não querer que ele acabe? Pois é. Quando recebemos a prova da Globo Livros, mal sabia eu que tinha em mãos um livro tão impactante e eletrizante. Que escrita da Lisa, que história! E ainda é baseado em fatos reais”.

VOLTE PARA MIM, de Paola Aleksandra (JULIANA) – Essência

“Que prazer ENORME colocar um livro nacional nesta lista, ainda mais sendo da Paola. Fiquei muito tocada com a história e impressionada com a narrativa construída por Paola. Daquelas que a gente percebe que a autora sabe do que está falando, tem propriedade e depositou tanto carinho e cuidado que consegue passar tudo isso para o leitor, ao longo do livro. Volte Para Mim é tudo o que a gente quer de um bom romance de época”.

O QUE ALICE ESQUECEU, de Liane Moriarty (JULIANA) – Intrínseca

 “Liane Moriarty, né, gente? Preciso dizer mais alguma coisa? O Que Alice Esqueceu foi um surpreendente respiro que a autora me proporcionou, aliado à sua incrível capacidade de construir uma boa história e nos envolver nela a ponto de termos a sensação de viver tudo aquilo com os próprios personagens. A história de Alice é carismática, divertida, sensível, emocionante e extremamente reflexiva”.

O JARDIM ESQUECIDO, de Kate Morton (JULIANA) – Arqueiro

 “Kate Morton já havia me ganhado totalmente com o maravilhoso A Casa do Lago. E novamente fui arrebatada por mais uma brilhante trama. É tão impressionante como Kate consegue nos conduzir através de mais de uma história com a mesma paixão e intensidade. As transições temporais são o ponto alto de seus livros e nos possibilitam viajar pelas mais diferentes décadas, conhecendo melhor e nos apaixonando por suas personagens fortes e marcantes”.

NÃO CONFIE EM NINGUÉM, de Charlie Donlea (DANIEL) – Faro

“Eu li muitos thrillers esse ano, é um gênero que eu particularmente gosto muito, mas boa parte deles não conseguiu me surpreender. Pareciam que tinham a mesma fórmula. Não foi o caso dos livros do Charlie. Conheci o autor este ano, e as duas obras que li, Deixada Para Trás e Não Confie em Ninguém, conseguiram me prender de uma forma como há muito não acontecia e, de fato, me surpreenderam. Mas, como eu precisava escolher um, optei por Não Confie em Ninguém, que é o mais perturbador e nos tira do eixo, pois realmente não dá para confiar em ninguém”.

BATTLE ROYALE, de Koushun Takami (DANIEL) – Globo Alt

“Eu estava decepcionado com as distopias, mas essa veio para chocar. Aterrador, violento, sanguinário. Um jogo macabro que faz você testemunhar o pior da humanidade. Deixou Jogos Vorazes no chinelo”.

VELHOS SÃO OS OUTROS, de Andréa Pachá (DANIEL) – Intrínseca

“A grata surpresa do ano. Um livro que chegou até nós meio que por acaso, mas que mudou a minha percepção sobre envelhecer e, de certa forma, me transformou numa pessoa mais compreensiva, especialmente em relação aos idosos”.

BELGRAVIA, de Julian Fellowes (RENATA) – Intrínseca

“Eu sou muito fã da série Downton Abbey criado por Julian Fellowes. Quando soube que ele havia lançado um livro tive que comprar! Foi uma das melhores leituras do ano. Muitas intrigas, reviravoltas, fofocas e aristocracia de um jeito que só Fellowes sabe fazer”.

FRANKENSTEIN, de Mary Shelley (RENATA)

 “Frankenstein era um daqueles livros que estava na estante acumulando poeira há algum tempo. Sempre quis ler, mas também sempre apareceram outras leituras que no momento julguei mais interessantes. Como este ano celebrou-se os 200 anos da publicação do livro e estava perto do Dia das Bruxas achei que seria uma ótima oportunidade de finalmente ler Frankenstein. Me arrependo de não ter lido antes! Um grande clássico!”.

UM MILHÃO DE FINAIS FELIZES, de Vitor Martins (ISABELLA) – Globo Alt

“Gosto muito do Vitor como pessoa e como autor. É perceptível como sua escrita evoluiu depois de ‘Quinze Dias’. Ele consegue tratar com muita delicadeza e bom humor temas importantes. Um autor que sabe construir histórias”.

CÉU SEM ESTRELAS, de Iris Figueiredo (ISABELLA)

“Este livro aborda o tema da gordofobia e depressão. Acredito que devemos ter mais deste tipo de literatura. A autora teve muito cuidado ao abordar este tema. Ela escreve muito bem!”.

https://anatomiapop.com/2018/08/06/ceu-sem-estrelas-uma-historia-de-amar-o-outro-e-a-si-proprio/

ECOS, de Pam Muñoz Ryan (CAROL) – DarkSide

“Indico esse livro simplesmente porque foi uma das histórias mais lindas que já li na vida. Tenho certeza de que sempre que eu me lembrar de um bom livro, esse será um que virá à minha mente. Eu aprendi muito com ele e acho que quando terminei de ler, eu era uma pessoa bem diferente da que era quando comecei”.

A LONGA VIAGEM A UM PEQUENO PLANETA HOSTIL, de Becky Chambers (CAROL) – DarkSide

“Esse livro definitivamente é o tipo que eu gosto. Consegue ser complexo e simples ao mesmo tempo e, quando terminei, tive senti aquela satisfação de quando se faz algo muito bem. Sei que, algum dia, lerei esse livro de novo só pelo prazer de abri-lo de novo”.

ORDEM VERMELHA: FILHOS DA DEGRADAÇÃO, de Felipe Castilho (CAROL) – Intrínseca

“Um livro que eu tenho muito orgulho de dizer que é nacional. Maravilhosamente bem escrito, Felipe Castilho consegue me deixar com um pouco de inveja da sua habilidade de escrita. É uma aventura fantasiosa difícil de não se aproveitar. Aguardo ansiosamente o próximo volume”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.