O Começo de Nossas Vidas, de Juliana e Daniel | Resenha

Falar de uma história que está apenas começando não é muito fácil. Mas também não é difícil. Não quando se tem amor. E isso é possível notar logo nos primeiros capítulos da história de Daniel e Juliana. Uma trama cheia de emoção e muito potencial, que começou a ser escrita há três anos e felizmente não tem data para terminar. Escrita em primeira pessoa pelos dois protagonistas, acompanhamos toda a dedicação do casal pela sua felicidade. Impossível não se identificar com ambos e torcer pela relação.

Como toda boa história de amor, a de Juliana e Daniel começou de uma maneira bem natural, pegando os dois desprevenidos. Isso porque eles trabalhavam juntos, porém, um pouco depois de ele chegar no novo emprego, ela já estava preparando a sua saída. Buscava novas oportunidades. Mas, quando tem que ser, não tem jeito. Meses depois, ela voltou para o tal emprego, não apenas reencontrando Daniel, mas sendo designada para trabalhar justamente na mesma área que ele. Destino? Sorte? Não importa. Eles estavam juntos de novo. A partir daí, nasceu uma amizade forte e verdadeira, fazendo com que os dois se aproximassem cada vez mais, descobrindo qualidades complementares um no outro, principalmente a leitura. Então, o inevitável aconteceu e eles resolveram começar a escrever a sua própria história juntos.

A trama de Daniel e Juliana, assim como em qualquer livro, começou devagar e cheia de incertezas e inseguranças. Mas, logo nas primeiras páginas, somos cativados por esse casal que resolveu superar os seus medos em nome da felicidade e se arriscou, de todas as formas. O início não foi fácil. Algumas dificuldades teimavam em rodear aquela alegria e ansiedade comuns dos novos namorados. Mas foram exatamente esses obstáculos que consolidaram o que já era certo e solidificaram o sentimento dos jovens. O modo como Juliana e Daniel conseguem ultrapassar todas as barreiras e, ainda assim, se manter fortes e unidos é cativante. Impossível não torcer por eles e pelo relacionamento.

Também é interessante ver o amadurecimento e crescimento de ambos, ao longo do tempo, e em como um aprende com o outro. Não que tudo seja perfeito, porque isso é impossível e, seria até monótono. Acima de tudo, no entanto, os protagonistas sabem como aprimorar as suas qualidades a dois e principalmente equilibrar as suas diferenças. Ela, sensível, emotiva (um pouco demais). Ele, mais racional e introspectivo. A combinação, por incrível que pareça, não poderia ser melhor. Com ele, ela aprendeu a ser mais realista e pé no chão. Já ele, por ela, se mostrou um homem carinhoso e romântico, que não se priva de demonstrar seus sentimentos.

Ju_quadro_20x25

Além de tudo isso, a narrativa traz ainda um tom leve, na maioria das vezes, com muitas risadas entre eles e momentos inesquecíveis. Isso porque os dois têm uma capacidade única de se adaptar às situações, por mais adversas que sejam, e transformar tudo em superação e boas histórias para o futuro. No meio de tudo isso, temos ainda novos personagens, tanto no núcleo dela quanto no dele. As famílias e amigos de ambos também possuem um papel fundamental em toda a trama e só acrescentam ao casal. É muito bacana ver como Daniel e Juliana conseguem interagir com os dois lados, tornando as duas famílias e os grupos de amigos em uma coisa só.

Como se tudo isso não fosse o bastante para sermos conquistados pelos protagonistas, eles ainda tiveram a ideia de voltar a trabalhar juntos, porém, em um projeto apenas deles, que reunisse não apenas as suas habilidades e áreas profissionais, mas também algo que lhes trouxesse extrema satisfação. E, assim, eles criaram o site literário Vai Lendo. Com o Vai Lendo, algo neles mudou e para melhor. Após um começo difícil e um pouco lento, eles conseguiram dar a volta por cima e passaram a realizar um trabalho extremamente competente e inspirador, vivendo experiências únicas de coberturas de eventos literárias e conhecendo pessoas muito especiais e também sendo reconhecidos. Tem como não amar esses dois?

Por falar em amor, vamos ao que interessa e falar da parte principal dessa história toda. O amor. Foi o amor que os uniu e é o amor que eles construíram que mais deixa os leitores emocionados a cada página. O amor pela família, pelos amigos, pela vida, pelo trabalho que eles realizam e, acima de tudo, o amor que um sente pelo outro. Um amor que eles souberam receber, aceitar e entender. Um amor tão bonito e verdadeiro, que foi capaz de superar situações desgastantes, algumas frustrações e tristezas, mas que, em nenhum momento, permitiu que eles sequer pensassem em desistir ou, ao menos, desanimassem ou se questionassem. Um amor que completa. Amor que fortalece e faz planos. Planos de uma vida a dois, do futuro juntos que eles tanto sonhavam. Aliás, realizar sonhos juntos é o que eles fazem de melhor. Os melhores companheiros um do outro. Parceiros. Torcem pelas vitórias e vibram com as conquistas um do outro. E também seguram e estão lá para consolar quando um cai ou tropeça. Segurança. Harmonia. Essa é uma história doce, apaixonante. E sabe o que é melhor? (SPOILER) O fato de ela ainda estar no começo e não ter uma conclusão deu um toque ainda mais especial a essa trama! Pois nos deixa completamente animados com as perspectivas desse casal, que, depois de muito batalhar por sua felicidade, finalmente começa a curtir as coisas boas que eles mesmos souberam buscar! Vem casamento por aí (eu disse que teria SPOILER) e eu mal posso esperar para ler os próximos capítulos…

Juliana d'Arêde

Jornalista de coração. Leitora por vocação. Completamente apaixonada pelo universo dos livros, adoraria ser amiga da Jane Austen, desvendar símbolos com Robert Langdon, estudar em Hogwarts (e ser da Grifinória, é claro), ouvir histórias contadas pelo próprio Sidney Sheldon, conhecer Avalon e Camelot e experimentar a magia ao lado de Marion Zimmer Bradley, mas conheceu Mauricio de Sousa e Pedro Bandeira e não poderia ser mais realizada "literariamente". Ainda terá uma biblioteca em casa, tipo aquela de "A Bela e a Fera".

3 comentários em “O Começo de Nossas Vidas, de Juliana e Daniel | Resenha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.