Agora e para sempre, Juliana e Daniel

Hoje, 12 de junho, é o Dia dos Namorados. E nada melhor do que inundar o mundo com palavras de amor. Por isso mesmo, temos o maior prazer de participar da ação promovida pela Intrínseca na semana especial da série Para Todos os Garotos que Já Amei, escrita por Jenny Han. Nesta segunda-feira, a editora nos instigou a escrever uma carta para quem amamos ou para nós mesmos no futuro. Bom, eu não conseguiria viver o meu presente, muito menos o imagino o meu futuro, sem ele. Por isso mesmo, neste Dia dos Namorados, vou aproveitar a ocasião e a tarefa especial para escrever para o meu amor, meu agora marido e idealizar de sonhos, aquele que fundou o Vai Lendo comigo e com o qual eu divido a criação desse nosso “filho”: Daniel.

Dan, meu amor…

Nós sempre trocamos palavras um com o outro. Elas sempre fizeram parte da nossa relação, da nossa vida. Assim como os livros. No entanto, as palavras me faltam quando tento expressar o meu amor por você através delas. Ou definir tudo o que temos. Como conseguir expressar em frases algo incondicional, tão intenso e que transborda do peito? 

Quando penso na nossa história, imagino que estamos, sim, escrevendo um livro. O mais lindo e especial. Recheado de capítulos emocionantes, reviravoltas, surpresas e, claro, muito amor. E eu não poderia ter uma companhia melhor para embarcar nessa aventura. Meu melhor amigo, parceiro, meu porto seguro. Meu herói. Casal melhor de protagonistas não há! Mas não pensem que somos aqueles mocinhos indefesos. Pelo contrário. Nós lutamos – e muito – e continuamos lutando para realizar os nossos sonhos, os nossos objetivos. Juntos somos mais fortes, praticamente invencíveis. 

Com você, Dan, desbravo os mais distantes dos mundos. Por você, enfrento as piores criaturas e os meus maiores medos. Pela nossa família e pelo nosso amor, seria capaz de combater todos os inimigos. Por sua causa, meus olhos brilham e meu sorriso teima em não sair do rosto. Não importa a situação. E, nesse momento, não tenho como evitar ser aquela mocinha apaixonada.

No ano passado, escrevemos o melhor capítulo das nossas vidas. Nosso casamento foi a narrativa mais delicada, mais verdadeira e especial que eu já “li”. E não é porque fomos nós que a desenvolvemos não, viu? É porque ela foi escrita a quatro mãos. Por nós, do nosso jeito. Um início tímido, um meio surpreendente. O final ainda está em aberto, esperando as nossas próximas aventuras!

Obrigada por ser o homem mais incrível e inspirador. Pelo Vai Lendo, o nosso projeto mais desafiador e a nossa maior realização. Por me fazer sonhar acordada e por nos ajudar a escrever a obra das nossas vidas. Que os nossos capítulos sejam infinitos, assim como o nosso maior.

Te amo! Feliz Dia dos Namorados!

Agora e para sempre, sua Ju

Juliana d'Arêde

Jornalista de coração. Leitora por vocação. Completamente apaixonada pelo universo dos livros, adoraria ser amiga da Jane Austen, desvendar símbolos com Robert Langdon, estudar em Hogwarts (e ser da Grifinória, é claro), ouvir histórias contadas pelo próprio Sidney Sheldon, conhecer Avalon e Camelot e experimentar a magia ao lado de Marion Zimmer Bradley, mas conheceu Mauricio de Sousa e Pedro Bandeira e não poderia ser mais realizada “literariamente”. Ainda terá uma biblioteca em casa, tipo aquela de “A Bela e a Fera”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.