Especiais,  Leia Agatha Christie

Leia Agatha Christie – O Adversário Secreto

 

 

 

 

O Adversário Secreto, publicado aqui no Brasil pela Globo Livros, foi o segundo romance publicado por Agatha Christie, em 1922. E, portanto, o título deste mês do projeto Leia Agatha Christie.

A trama começa em 1915, como naufrágio do RMS Lusitania, que acabara de ser torpedeado por forças alemãs. Em meio ao caos, um homem misterioso confia a uma jovem desconhecida documentos secretos, uma vez que teria maiores chances de sobreviver à tragédia. O futuro dos países aliados dependia desses papéis, que não poderiam cair em mãos erradas. Anos depois, um jovem casal de amigos se encontra, por acaso, numa estação de metrô. Desempregados e em busca de aventuras, eles resolvem publicar um anúncio no jornal oferecendo seus serviços para “qualquer coisa”. E, por artimanhas do destino, se veem envolvidos na busca pelos documentos secretos perdidos do Lusitania e numa disputa perigosa com Mr. Brown, um gênio criminoso que deseja tomar os documentos para ampliar o seu poder.

O Adversário Secreto é o livro que nos apresenta o carismático casal de detetives Tuppence e Tommy. Confesso que, por estar me aventurando no universo de Agatha Christie só agora, ter a chance de conhecer seus célebres personagens me enche de expectativa a cada mês. Contudo, estava um pouco receosa de como seriam as minhas impressão e recepção a Tommy e Tuppence, uma vez que Poirot me hipnotizou completamente em O Misterioso Caso de StylesObviamente, me preocupei à toa.

Tuppence e Tommy são igualmente carismáticos. Há algo na escrita de Agatha que encanta e enfeitiça. Depois de ser arrebatada pela inteligência e a sagacidade de Poirot, aqui somos surpreendidos por um perfeito equilíbrio de personalidades. E, mesmo dividindo o protagonismo, ambos cumprem perfeitamente bem os seus papéis e têm seus momentos de maior relevância na trama. Tuppence é ousada, destemida e passional. Tommy, por outro lado, é mais prático, pragmático e racional. Impossível não se apaixonar por eles e não se deixar levar por sua impetuosidade.

Embora O Adversário Secreto traga a escrita leve e envolvente da autora, sempre com tiradas recheadas de um humor característico, senti uma leve diferença no tom deste livro, em comparação ao primeiro. Como Poirot é um personagem único que rouba todas as cenas e traz sempre um alívio cômico resultante de sua genialidade (pelo menos, pra mim, foi muito divertido acompanhar a sua linha de raciocínio), desta vez, fui envolvida por um ar de suspense e de muita investigação, com direito a sequestros, muitos telegramas, reviravoltas e conspirações políticas. E eu a-d-o-r-e-i.

Mais uma vez, fui surpreendida por Agatha Christie. Por um momento, inclusive, cheguei a pensar que tinha conseguido desvendar tudo já na metade do livro – e isso estava me deixando um pouco contrariada. Eu já deveria saber que a Dama do Crime não brinca em serviço. E, claro, fui pega. Uma escrita que envolve, prende e brinca de detetive com a gente. Tuppence e Tommy são incríveis e eu mal posso esperar para encontrá-los na sua próxima aventura.

Preparados para o nosso próximo caso? Que venha O Assassinato no Campo de Golfe!

Numa escala de 1 a 5 Poirotzinhos para O Adversário Secreto:

 

 

Título: O Misterioso Caso de Styles | Autora: Agatha Christie | Editora: Globo Livros | Páginas: 384

Jornalista de coração. Leitora por vocação. Completamente apaixonada pelo universo dos livros, adoraria ser amiga da Jane Austen, desvendar símbolos com Robert Langdon, estudar em Hogwarts (e ser da Grifinória, é claro), ouvir histórias contadas pelo próprio Sidney Sheldon, conhecer Avalon e Camelot e experimentar a magia ao lado de Marion Zimmer Bradley, mas conheceu Mauricio de Sousa e Pedro Bandeira e não poderia ser mais realizada "literariamente". Ainda terá uma biblioteca em casa, tipo aquela de "A Bela e a Fera".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.