Leia Agatha ChristieResenhas

Leia Agatha Christie – O Misterioso Caso de Styles | Resenha

14 janeiro, 2021 por

Na apresentação do projeto Leia Agatha Christie, eu contei pra vocês que, por um lapso imperdoável, só no ano passado que eu fui me iniciar nas obras da escritora. Por isso, a partir de agora, vou compartilhar com vocês as minhas experiências como a mais nova leitora da Dama do Crime, mensalmente, em ordem cronológica. A ideia é ler e produzir um conteúdo especial de todos os livros publicados por Agatha Christie, aqui no Brasil. Começando pelo clássico O Misterioso Caso de Styles, sua primeiríssima obra, publicada pela Globo Livros, cujo lançamento completou 100 anos, em 2020.

Na história, Mr. Hastings é convidado por seu velho conhecido John Cavendish para passar uma temporada em sua imponente casa de campo de Styles. E é lá que ele irá se envolver numa trama cheia de mistérios e segredos, uma vez que a madrasta de John e de seu irmão, Laurence, Emily Inglethorp, não apenas herdou a propriedade como também controla todo o patrimônio da família.  E tem mais: ela se casou novamente com um homem 20 anos mais novo, com um passado obscuro, e que não agrada aos filhos dela. Até que Emily é encontrada trancada em seu próprio quarto e acaba morrendo tendo o nome do marido como suas últimas palavras. Como desvendar esta trama complicada? É aí que entra o famoso detetive Hercule Poirot, amigo antigo de Mr. Hastings.

Quando você tem a oportunidade de ler uma obra de Agatha Christie, logo percebe o porquê de ela ser considerada a Dama do Crime e uma das maiores romancistas de todos os tempos. Já no meu primeiro contato com a sua escrita, fui arrebatada. O Misterioso Caso de Styles é ágil, objetivo e absolutamente instigante. A genialidade do pensamento da escritora nos envolve e faz devorar as páginas, ávidos para conseguir acompanhar o ritmo alucinante da investigação e chegar à solução do crime.

É nesta obra também que somos apresentados ao célebre Hercule Poirot, um dos detetives mais famosos dos romances policiais e um personagem totalmente excêntrico e carismático. É impossível não simpatizar pelo belga de não mais do que um metro e cinquenta (segundo a descrição de Mr. Hastings), porém com uma inteligência e sagacidade superiores. Seus trejeitos e manias acabam por completar sua personalidade fascinante. Virei fã do detetive.

Através de Poirot, Agatha nos conduz a uma investigação cheia de surpresas e de reviravoltas, prendendo o leitor do início ao fim da história. Difícil é não querermos agir também como detetives, porque, por mais que prestemos atenção em todas as pistas, é praticamente impossível seguir a linha de raciocínio de Poirot, que, no fim, nos apresenta a solução como se fosse a coisa mais simples do mundo. E sabe o que é pior? Acompanhando a sua explicação, de fato, parece ser a coisa mais simples do mundo. Só que, ao longo da história, somos constantemente influenciados pelos próprios personagens, numa trama em que praticamente todos são suspeitos e possuem suas próprias motivações. É simplesmente genial! Adoro histórias que nos desafiam. Agatha literalmente parece nos “chamar” para participar de sua obra.

E a edição da Globo Livros traz ainda no apêndice a versão original do final da história, alterado pelo primeiro editor de Agatha Christie. Ou seja, você pode escolher qual final quer ler. Também achei isso muito interessante e só contribuiu para aumentar a minha sensação de estar participando de um jogo de detetive (o que eu adoro). No fim, eu acabei lendo os dois, é claro. É impressionante testemunhar o início de um padrão que serviu de modelo para tantos outros livros do gênero. Eu, que já li alguns antes de Agatha, consegui distinguir perfeitamente. O clímax preparado por Poirot ao reunir todos os personagens no mesmo aposento para desvendar o mistério é algo fantástico. Por mais que você já saiba, mais ou menos, a forma, não consegue evitar de sentir certa ansiedade para saber todas as respostas.

O Misterioso Caso de Styles definitivamente me deixou uma excelente primeira impressão. Um caso sólido, personagens dúbios, muitas suspeitas, Poirot impecável. Não consigo deixar de me perguntar o porquê de ter demorado tanto para conhecer a obra de Agatha Christie, mas tenho certeza de que, agora, vou até o fim.

Numa escala de 1 a 5 Poirotzinhos para O Misterioso Caso de Sytles:

 

 

Título: O Misterioso Caso de Styles | Autora: Agatha Christie | Tradução: Ive Brunelli |

Editora: Globo Livros | Páginas: 288

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário