Resenhas

O Príncipe e a Costureira, de Jen Wang | Resenha

28 dezembro, 2020 por

O Príncipe e a Costureira: bem mais do que eu esperava

Assim que vi o anúncio da pré-venda de O Príncipe e a Costureira, de Jen Wang, publicado pela Darkside Books aqui no Brasil, ler essa HQ se tornou um objetivo.

E valeu muito a pena a espera.

A história de O Príncipe e a Costureira gira em torno de um esquilo e um coelho…

Brincadeira! Eu só não quis falar o óbvio — afinal, o título é O Príncipe e a Costureira, então, vai falar de quê, né?

De qualquer forma, embora histórias de amor água com açúcar não sejam exatamente as minhas preferidas, era exatamente o que eu estava esperando — mas, ei, eu estava super animada com a arte e as cores, que eu desconfiava que seriam maravilhosas.

O que importa é que eu estava MUITO ENGANADA.

O Príncipe e a Costureira nos leva até Paris, ainda na época dos reinados europeus. A cidade da luz está sendo visitada pela família real da Bélgica. Tudo começa quando Frances, uma jovem costureira, depois de fazer um vestido bombástico para uma nobre ir ao baile da família real belga, chama a atenção de uma figura bem famosa.

Sim. Ele, o bom. O príncipe que o título nos promete. O próprio Sebastian, príncipe herdeiro do trono da Bélgica. Mas para quê ele contrata uma simples costureira que gosta de fazer vestidos escandalosos? Para fazer suas roupas.

Puxa, estamos cheios de perguntas bem óbvias hoje, não? Certo, mas não é qualquer roupa que ele quer que ela faça. Ele quer vestidos.

E porque ele quer vestidos escalafobéticos é algo que você vai ter que descobrir lendo essa história linda demais — se bem que eu acho que tem o motivo logo na sinopse da história, mas, tudo bem, aqui eu mantenho o mistério.

Por um lado, acho que com esse resuminho eu não consegui mostrar como essa história não é apenas um romance água com açúcar — nada de errado, cada um gosta do que gosta. Por outro lado, espero ter te dado motivo para ler a história e descobrir sozinho. E, sim, a arte é incrível, bem como eu esperava. Adorei as cores que a autora usou e também o fato de ela, na maior parte do tempo, não usar fundos em todos os quadrinhos, apenas os personagens. Personagens que, por sinal, são maravilhosos e apresentam crescimento e amadurecimento ao longo da história — ainda mais porque ambos são bem jovens.

A trama, como já falei, é bem mais profunda do que eu esperava. É sensível e muito bem montada e contada. Nem senti as páginas passando e, quando me dei conta, tinha terminado e queria ler tudo de novo. Quanto ao trabalho da editora, não tenho nada do que reclamar, embora eu deva dizer que a beleza das artes e da história façam também grande parte do trabalho de deixar o material muito lindo.

O Príncipe e a Costureira me deu mais do que eu esperava. Me fez aproveitar, ficar emocionada, me fez refletir e me apaixonar. Pretendo ler de novo e recomendo muito que você leia também.

Título: O Príncipe e a Costureira | Autor: Jen Wang | Tradutor: Vic Vieira  | Editora: DarkSide Books | Páginas: 304

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário