Retiro Literário

Semana Maratona do Retiro Literário – Parte 2

20 outubro, 2020 por

Olá, pessoal!

Finalmente, chegamos à segunda parte do post da quinta semana do Retiro Literário! No anterior, eu escrevi sobre os três livros que li: As Cordas Mágicas, Mitch Albom; No Ar Rarefeito, Jon Krakauer; e If I Stay, Gayle Forman). Depois que acabei estas obras, estava sem muita vontade de ler e pensei em como iria me motivar para aumentar o meu ritmo de leitura. Lembrei que tinha rolado uma maratona literária nas redes sociais, alguns dias antes, e achei que poderia ser uma boa ideia ler um livro por dia durante uma semana para me motivar!

Fui cautelosa em escolher quais livros leria durante a maratona e selecionei aqueles com um total de 200 páginas, mais ou menos. Os selecionados foram os seguintes: O Nome da Morte, de Klester Cavalcanti; 15h17 Trem para Paris, de Anthony Sadler, Alek Skarlatos, Spencer Stone e Jeffrey E. Stern; Comprometida, de Elizabeth Gilbert; O Filho de Mil Homens, de Valter Hugo Mãe; The Great Gatsby, de F. Scott Fitzgerald; Alice’s Adventures in Wonderland & Through the Looking Glass, de Lewis Carroll; e, por fim, Le Petit Nicolas et les copains, de Jean-Jacques Sempé e René Goscinny.

Se vocês estiveram atentos ao nosso perfil no Instagram, vocês já sabem o que aconteceu. Comecei o desafio numa quarta-feira e, até a chegada do final da semana, consegui ler um livro por dia, como eu havia me proposto. As leituras foram Le Petit Nicolas et les copains, O Nome da Morte e 15h17 Trem para Paris. O dia de sábado chegou e eu pensei: “Vou ler Comprometida porque vai ser uma leitura leve e divertida que combina totalmente com sábado!”

Sabe de nada, inocente! O livro é legal, mas, conforme, avançava na leitura, percebi que não terminaria a tempo. Gilbert discorre sobre casamento e ela traz muitos pontos interessantes sobre a instituição, mas eu necessitava parar um pouco para refletir e digerir todas as informações que ela forneceu. Por isso, achei melhor pausar a leitura e descansar um pouco a mente.

No domingo, decidi começar outro livro, em vez de terminar Comprometida, porque ainda precisava de mais tempo de distância daquela narrativa, então peguei The Great Gatsby para ler. Também não consegui terminar a leitura em um só dia. Novamente: sabe de nada, inocente!

The Great Gatsby é um famoso clássico americano que fazia anos que eu queria ler. Achei que a melhor decisão era não me pressionar para terminar logo a leitura e preferi aproveitar e curtir a narrativa de Fitzgerald. Terminei Gatsby na segunda-feira e Comprometida, no dia seguinte. Não queria começar outra leitura na terça-feira e ficar com mais um livro inacabado, caso não conseguisse ler tudo.

Acordei na quarta-feira sem ter certeza se tentava ler mais um livro ou se terminava o desafio ali mesmo. Decidi ler, mas não me apeguei à ideia de ler tudo em um só dia e escolhi O Filho de Mil Homens, de Valter Hugo Mãe. Acho que, no final, acertei na minha decisão e foi o livro que eu li no decorrer daquela semana.

No final das contas, a semana da maratona teve um balanço positivo. Li um total de cinco livros em sete dias! Mesmo não completando o desafio, ainda acho que fui muito bem e estou orgulhosa de mim mesma!

Ainda não li Alice’s Adventures in Wonderland & Through the Looking Glass. O livro está na minha mesa de cabeceira desde então me julgando. Depois do final da maratona percebi que precisava de uma pausa. O que foi ótimo, mas agora me colocou numa situação de ter que acelerar o ritmo de leitura para que eu possa completar a segunda metade do desafio do Retiro Literário, até o final do ano.

Vou me esforçar para finalizar esta tarefa hercúlea! Com a ajuda e o apoio de vocês, sei que vou conseguir! Agradeço a todos que estão me acompanhado nesta jornada e me contem nos comentários quem aproveitou a quarentena para ler aqueles livros guardados na estante! Nos vemos em breve! Até mais!

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário