Resenhas

Os Prós e os Contras de Nunca Esquecer, de Val Emmich | Resenha

15 junho, 2020 por

Uma amizade improvável entre uma garota que lembrava de tudo e um homem que queria esquecer. Repleto de diálogos reflexivos, personagens apaixonantes e muita música dos Beatles, Os Prós e os Contras de Nunca Esquecer, escrito por Val Emmich, foi uma adorável surpresa da caixa n° 2 do Intrínsecos, clube de assinatura da editora Intrínseca. Uma obra marcante e encantadora. Uma leitura inesquecível!

Joan Lennon é uma menina de 10 anos portadora de uma síndrome raríssima chamada Memória Autobiográfica Altamente Superior, que a torna capaz de lembrar tudo o que aconteceu em sua vida. Após a morte da avó, que sofria de Alzheimer, ela fica intrigada com a possibilidade de ser esquecida e vê no concurso “Próximo Grande Compositor” a chance de, através da música, ser lembrada por todos.

O talento musical de Joan foi herdado da avó e do pai, que, em meio a estagnação na carreira musical, decide fechar o estúdio, localizado no andar abaixo do imóvel da família, e seguir outro rumo. Sem parceiro de composições, a garota vê em Gavin, amigo do pai que está morando temporariamente no estúdio, a chance de criar uma música memorável. Gavin é um ator famoso que, após um surto ocasionado pela perda do parceiro, Sidney, decide passar um tempo com os velhos amigos. Enquanto ele ajuda Joan a vencer o concurso, a garota contará detalhes de suas lembranças com Sidney. 

Logo nas primeiras páginas de Os Prós e os Contras de Nunca Esquecer, já fiquei apaixonado pelo livro. A narrativa me pegou de jeito. Alternando entre Joan e Gavin, mergulhamos nos anseios, medos e expectativas dos personagens, bem como na forma que eles veem um ao outro e os seus dilemas. Se por um lado temos Gavin, que deseja se livrar das lembranças, por outro temos Joan, que não consegue esquecer. Enquanto o ator é reticente às mudanças, a jovem compositora é determinada a realizar os seus objetivos. É fantástico como um completa o outro. Uma parceria repleta de ensinamentos e reflexões, que mexem com o leitor.

Um grande feito de Val Emmich, em termos narrativos, é a verdade na voz da Joan. A sensação que o autor transmite no texto é que realmente uma garota de dez anos está contando a história. É de uma sensibilidade ímpar, e os desenhos que a personagem utiliza para ilustrar certas situações contribuem ainda mais para esta atmosfera leve, ingênua, que caracterizaria uma escrita infantil. Impecável.

A história de Os Prós e os Contras de Nunca Esquecer, em si, não é complexa e cheia de reviravoltas. A trama é simples e envolve o público através do encanto, tanto pela narrativa quanto pelos personagens. Somos contagiados por todos. O fascínio vai além de Gavin e Joan. Toda a família é incrível e, até mesmo, o pai e a mãe têm seus momentos na trama, no seus questionamentos enquanto pais e no que eles buscam para a própria vida. 

Os diálogos entre os protagonistas são de uma beleza e profundidade que tocam o leitor. Marquei vários trechos dessas conversas e, ao fim da leitura, me pegava pensando sobre eles. Sentia uma coisa boa, sabe. Uma leveza. Em tempos tão difíceis, é muito prazeroso ler algo que te faz bem. Inclusive, foi a sensibilidade de uma passagem de Os Prós e os Contras de Nunca Esquecer que despertou o meu interesse pelo livro.

Confesso que não sou muito ligado à música e, ao julgar equivocadamente a capa, pensei: “esse livro não é para mim”. No entanto, a música retratada em Os Prós e os Contras de Nunca Esquecer está associada às lembranças que uma composição proporciona. E, por mais que não seja profundo conhecedor do assunto, também sou tocado por canções; elas fazem parte da minha vida, história e trilha sonora. Os Beatles dão um charme à obra e o autor soube bem trazer o universo musical para as páginas em uma simbiose perfeita.

Lembranças. Esse é a temática principal de Os Prós e os Contras de Nunca Esquecer. Algo inerente ao ser humano e, por isso, tão contagiante e de fácil identificação. Sejam recordações boas ou ruins, todos temos que lidar com elas. Faz parte da vida. E a delicada discussão entre lembrar e esquecer, proposta por Val Emmich, em meio a personagens marcantes e apaixonantes, transforma essa magnífica história de amizade em uma narrativa para ficar na memória.

Título: Os Prós e os Contras de Nunca Esquecer | Autor: Val Emmich | Tradutor: Carolina Selvatici |Editora: Intrínseca | Páginas: 320

 

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário