Resenhas

Onde Mora o Coração, de Jill Shalvis | Resenha

08 maio, 2020 por
book:
Jill Shalvis

Reviewed by:
Rating:
4
On 08/05/2020
Last modified:08/05/2020

Summary:

Uma desilusão amorosa. Um coração partido. Relações mal resolvidas que deixaram marcas e bloqueios. Quem nunca, né, gente? Onde Mora o Coração, livro de Jill Shalvis, publicado pela Faro Editorial, tem isso e muito mais.  Uma deliciosa comédia romântica recheada de bichinhos e amigos, daquelas que colocam um sorriso bobo no nosso rosto e aquecem o coração.

Willa se sente realizada com o seu pet shop e amigos, mas tem uma parte da sua vida que ainda não está ajustada e parece nunca preencher o vazio. E, ao que tudo indica, nada nesse sentido irá mudar tão cedo. Já Keane, apesar de poder ter qualquer mulher aos seus pés, também anda bastante desiludido, após uma série de encontros mal sucedidos. Até que ele fica responsável pela gata temperamental de sua tia-avó e vai buscar ajuda com alguém que saiba lidar com o bicho. Apesar de não reconhecer Willa, ela sabe exatamente quem ele é e lembra muito bem do que ele fez. De como partiu o seu coração. Como esses dois que se fecharam para o amor vão conseguir resolver suas questões?

Olha, Onde Mora o Coração abraça todos aqueles clichês do gênero, mas é exatamente aí que o livro se sobressai. Porque a narrativa tem tudo aquilo que a gente espera e quer ver de uma forma bem natural. Sendo totalmente despretensiosa, Jill entrega uma história leve, divertida e envolvente, com personagens extremamente cativantes. Willa é tão doce, genuinamente insegura e incrivelmente carismática. Ela é uma protagonista sem maiores problemas, que cumpre perfeitamente bem a sua função na trama e, de quebra, arrebata o nosso coração. Por favor, quem não se identifica com uma mulher que, depois de um coração partido, se fecha para o amor, tem medo de se abrir e se magoar novamente e ainda é apaixonada por animais? Eu queria ser amiga dela! De verdade. Já conseguia até nos ver combinando decorações natalinas excessivas (quem leu o livro sabe do que estou falando).

Por falar em amigos, antes mesmo de falar de Keane (aaah, Keane), eu preciso comentar sobre o grupo de amigos de Willa. Porque, nossa, eu fiquei completamente apaixonada por esses personagens! Tão diferentes entre si, cheios de personalidade e que, mesmo sendo coadjuvantes, conseguiam mostrar a sua força juntos. E que linda a amizade deles! De verdade, cada vez que Willa precisava e eles se apresentavam, meu coração se enchia, sabe? Só quem tem amizades assim sabe o quão importante é você ter pessoas com as quais você sabe que pode contar e a diferença que isso faz na vida. E faz toda a diferença na vida e na essência de Willa. Jill desenvolveu um grupo incrível, que faz a gente ter vontade de conhecer na “vida real”. E que também rendeu boas gargalhadas, ao longo da leitura.

Agora, vamos falar sobre Keane. Inicialmente, tudo leva a crer que será mais um daqueles protagonistas masculinos dotados de muito autoestima e pouca noção, quase cansativos. Ainda bem que nem sempre a primeira impressão é a que fica e que Jill soube dosar perfeitamente as qualidades e defeitos de Keane. Principalmente quando ele precisa cuidar da gata. Quer dizer, meio difícil resistir a um cara como Keane com uma gatinha a tiracolo. Mas achei interessante também a maneira como a autora mostrou que, até mesmo, homens como Keane também são inseguros. Ninguém está imune ao coração. Aos sentimentos e todas as suas complicações. E vamos combinar que uma química é uma química, certo? E isso Willa e Keane têm de sobra.

O texto de Jill tem um ritmo bem agradável e fluido, mesclando momentos mais sérios com uma boa pitada de humor e de fofura. Eu adorei acompanhar a rotina do pet shop de Willa, juntamente com todos os seus “clientes”. Onde Mora o Coração, de fato, era aquilo que eu esperava. Porém, ao mesmo tempo, superou as minhas expectativas. Foi uma leitura fácil, alegre e gostosa. Me deixou feliz. E isso, para mim, é o que importa.

Título: Onde Mora o Coração | Autora: Jill Shavis | Tradutor: Fábio Alberti | Editora: Faro Editorial | Páginas: 304

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário