Arábia: A Incrível História De Um Brasileiro no Oriente Médio, de Rafael Coelho e Raiam Santos | Resenha

livro:
Rafael Coelho e Raiam Santos

Reviewed by:
Rating:
4
On 18/08/2017
Last modified:22/08/2017

Summary:

Às vezes, vale a pena arriscar! Uma experiência cultural fantástica!

‘Arábia’: uma rica experiência cultural

Sair da zona de conforto. Uma ação que pode parecer simples, mas não é. Afinal, é difícil trocar algo certo quando se tem muito a perder. Os riscos são enormes. Em contrapartida, buscar o novo pode ser uma experiência incrível que irá abrir os horizontes e mudar o rumo da vida. Por que não arriscar? E foi isso que fez Rafael Coelho, quando se deparou com a possibilidade de um mestrado na Arábia Saudita, em uma universidade que ainda não existia. Você toparia? Difícil decisão! Mas Rafael escolheu e relatou toda a sua experiência no livro Arábia: A Incrível História De Um Brasileiro no Oriente Médio, escrito em parceria com o palestrante motivacional Raiam Santos e publicado de forma independente.

A obra, que narra a vivência de Rafael na Arábia Saudita, chegou ao site pelo Projeto Vai Lendo Novos Autores/Independentes e chamou a minha atenção por dois motivos: primeiro, por gostar de ler sobre experiências pessoais e, de certa, forma inspiradoras (ainda mais sobre uma proposta de estudo tão inusitada); e a segunda, a que me arrebatou, por explorar um país com uma cultura muito fechada. Confesso, isso atiçou a minha curiosidade em desbravar um povo que há tempos me intrigava, ainda mais no país deles. Vou explicar: já tive a oportunidade de conviver com árabes de vinte e poucos anos, inclusive, em pleno Ramadã, e achava peculiar o comportamento conservador deles em alguns momentos e, em outros, totalmente contrário ao que prega o Alcorão.

A Arábia Saudita, berço do Islamismo, é um dos países mais conservadores e fechados do mundo. Lá, as mulheres são submissas, bebidas alcoólicas são proibidas e a pena de morte é sentenciada em praça pública. É nesse contexto que Rafael Coelho se aventurou ao aceitar a proposta de estudo relatada no livro.

Arábia: A Incrível História De Um Brasileiro no Oriente Médio é uma obra muito bem estruturada. Capítulos curtos, objetivos, que seguem uma ordem cronológica, ao mesmo tempo que é bem dividido por tópicos, de acordo com cada assunto apresentado. É impossível o leitor não embarcar nesta experiência com Rafael. A escrita é muito fluida e descontraída; parece que é uma grande conversa com o autor, onde ele relata as suas experiências. Lembra muito um papo entre amigos. Inclusive, o autor não se omite de momentos constrangedores e perrengues, bem como os acertos e erros, aproximando-se assim do leitor.

Como um livro que retrata uma experiência do autor, é, portanto, algo muito pessoal. Neste sentido, ele é livre para se posicionar ou usar o linguajar com o qual se sente mais à vontade, mas também acredito que se faz necessário ter uma preocupação com a pessoa que está lendo. Afinal, acredito que o intuito do autor seja atingir um maior público.

Por mais que a literatura motivacional seja um nicho, ela, ao mesmo tempo, pode ser lida por qualquer pessoa (com pensamentos políticos e filosóficos distintos), dependendo do momento. Assim, sugeriria que o autor mantivesse o coloquialismo, mas enxugasse boa parte dos palavrões (que não são muitos) e evitasse algumas expressões como “a única coisa boa da sharia…”, que podem incendiar alguns debates em torno do livro, sem propósito, e tirar o foco da experiência.

Falo isso não porque eu seja politicamente correto (temos praticamente a mesma idade e, pelo que pude perceber na leitura, compartilhamos as mesmas ideias, exceto a paixão pelo Flamengo), mas porque acredito na qualidade do livro, na pertinência do tema e em como a vivência é algo instigante e desperta a curiosidade do público. Falando de igual para igual, achei a leitura impecável. Mas ele tem um trabalho na mão que pode transcender outros tipos de leitores. Vale a pena tentar agregar.

Não dá para falar muito das experiências de Rafael no Arábia: A Incrível História De Um Brasileiro no Oriente Médio, pois o grande barato da obra é desvendar essas peculiaridades da cultura do país asiático e acompanhar a vivência do brasileiro. Mas posso garantir que o aprendizado é bem interessante. Além dos relatos, no final do livro, o leitor poderá conferir, de modo bem didático, as mudanças de Rafael, enquanto pessoa, como também ver várias fotografias dos anos em que ele passou na Arábia Saudita.

Arábia: A Incrível História De Um Brasileiro no Oriente Médio é um livro que compartilha uma experiência bastante interessante e curiosa, fala sobre o respeito às diferenças e à diversidade e traz um rico aprendizado cultural através do olhar estrangeiro, jovem, despretensioso – que estava lá apenas experimentando e não analisando/estudando o povo. Extraindo a sinopse, “depois de conhecer essa história, será impossível você olhar para ‘oportunidades bizarras’ com os mesmos olhos de sempre”.

Leia também: Rafael Coelho traz um novo olhar sobre a Arábia Saudita em livro inspirador

Amazon

Às vezes, vale a pena arriscar! Uma experiência cultural fantástica!

Daniel Lanhas

Apaixonado por histórias, tramas e personagens. É o tipo de leitor que fica obsessivamente tentando adivinhar o que vai acontecer, porém gosta de ser surpreendido. Independente do gênero, dispensando apenas os romances melosos, prefere os livros digitais aos impressos, pois, assim, ele pode carregar para qualquer lugar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.