Nimona, de Noelle Stevenson | Resenha

Review of: Nimona
livro:
Noelle Stevenson

Reviewed by:
Rating:
5
On 23/01/2017
Last modified:30/01/2019

Summary:

Uma mistura empolgante e surpreendente de brutalidade e delicadeza!

‘Nimona’: uma mistura empolgante e surpreendente de brutalidade e delicadeza

Ganhei Nimona de presente – obrigada, Juliana e Daniel! Amo vocês! -, ou seja, foi uma leitura surpresa.

Uma maravilhosa surpresa! Até agora, ainda me pergunto como eu não ouvi falar desse livro antes.

Enfim, Nimona, de Noelle Stevenson, publicado no Brasil pela editora Intrínseca, é um graphic novel com uma história linda.

‘Nimona’, de Noelle Stevenson / Reprodução

Sei que não é todo leitor que curte graphic novel, mas acho que aqueles que gostam têm grande chance de se apaixonarem pela história e pela mensagem que ela passa – talvez, tenham que manter a mente um pouco aberta, mas isso é recomendável em todos os aspectos da vida.

A protagonista da história é Nimona – que surpresa… –, uma garota cheia de atitude, que nunca deixa de dar a sua opinião – mesmo quando ninguém pergunta nada –, que fala pelos cotovelos, não consegue ficar quieta nem um minuto, tem uma história misteriosa e possivelmente de arrasar corações e é uma metamorfa.

Normal…

'Nimona', de Noelle Stevenson / ReproduA�A?o
‘Nimona’, de Noelle Stevenson / Reprodução

Como se não fosse o suficiente, ela se alia ao Lorde Ballister Coração-Negro, o grande vilão da história, gênio do mal, que bebe o sangue dos inimigos em uma taça… opa, exagerei.

Bom, o fato é que Nimona se alia a Coração-Negro, que, na verdade, é um vilão um pouco fora do normal, cujos planos, na verdade, nunca dão certo – pois é, eu disse que tinha exagerado ali em cima. Mas Nimona reverte essa situação, embora seus métodos possam envolver mais sangue e morte do que Coração-Negro está disposto a ter nas mãos – eu disse que ele é um vilão fora do normal, isso aí é verdade.

Mas um mal ainda maior do que Coração-Negro poderia causar está afligindo o reino, um mal que vem de onde ninguém nunca esperaria. E cabe a Coração-Negro desvendar esse mistério, ao mesmo tempo em que tenta entender a sua nova parceira.

Se quer saber como a história termina e o que Nimona apronta, sugiro que leia.

Pessoalmente, eu achei a história linda – e chorei consideravelmente no final e em alguns outros momentos, mas eu sou chorona. Mas, se você acha que, quando abrir a graphic novel, vai ver desenhos no estilo clássico, cheios de detalhes, no estilo de Da Vinci, esqueça; Noelle fez suas ilustrações com simplicidade, justamente para combinarem com uma história cheia de loucuras e de reviravoltas.

'Nimona', de Noelle Stevenson / ReproduA�A?o
‘Nimona’, de Noelle Stevenson / Reprodução

Fantasia, ação, aventura, lições de moral implícitas, emoção e drama parecem ter sido os ingredientes para essa obra. Junto com um diálogo fácil e moderno, uma pitada de loucura e uma dose cavalar de ilustrações.

Resumindo, é uma graphic novel que, apesar de ter também em seu conteúdo um pouco de tristeza e violência, eu chamaria de fofa.

Quanto ao trabalho da editora, não tenho absolutamente nada do que reclamar – exceto, talvez, o fato de esse livro ter sido fracamente divulgado.

Com uma mistura bem ensandecida de delicadeza e brutalidade, personagens fofos e um dos finais mais lindos que eu já li, Nimona conseguiu me surpreender – de uma maneira muito positiva. E eu ainda acho uma pena que a história não tenha sido tão divulgada.

Recomendo a leitura.

Uma mistura empolgante e surpreendente de brutalidade e delicadeza!

Um comentário em “Nimona, de Noelle Stevenson | Resenha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.