BlogGeralListas

Melhores Leituras 2016 – Parte 1

05 janeiro, 2017 por

Como vocês, queridos viciados em livros – assim como nós, do Vai Lendo! –, devem saber. Um ano nada mais é do que 365 dias de leitura. Olhem só que maravilha.

Sendo assim, é claro que nós tínhamos que fazer um TOP BEST das leituras de 2016.

Então, vamos lá!

Só para constar, não estão em ordem de preferência. Já é difícil escolher apenas 5, se eu tivesse que fazer por ordem de preferência eu desistiria da vida.

‘Estrela da Manhã’, terceiro volume da trilogia ‘Red Rising’, de Pierce Brown (GloboAlt)

EU AMEI ESSE LIVRO!!!!! (A bem da verdade, eu amei a trilogia inteira, né).

É sério, gente. Uma das melhores obras que eu já li na minha vida. Os três volumes – sendo os dois primeiros Fúria Vermelha e Filho Dourado respectivamente – fizeram muito o meu tipo. Normalmente, eu não sou muito chegada a séries e trilogias – eu prefiro volumes únicos –, mas se Red Rising tivesse vinte volumes, eu leria todos – e faria isso com um sorriso de orelha à orelha! Eu achei a escrita do Brown incrivelmente fluida e sincera, sem falar que a história em si e os personagens são muito legais.

Amei. Recomendo!

‘O Circo Mecânico Tresaulti’, de Genevieve Valentine (Darkside Books)

Eu achei esse livro estranho – um estranho lindo, devo dizer. Quem me conhece sabe que o que eu considero estranho, muitas vezes, me fascina. E foi o que aconteceu com esse livro. Mesmo se a história não fosse interessante – e eu a achei mesmo muito interessante –, acho que eu teria me apaixonado pelo livro só pela narrativa, que é muito diferente do normal. É uma prosa poética – uma das mais poéticas que já vi, na verdade.

É um livro para poucos – não são todos que vão gostar, admito. Mas acho que só por ser tão diferente, vale a pena tentar.

‘Lugar Nenhum’, de Neil Gaiman (Intrínseca)

Cara, é sério, eu tenho mesmo que falar alguma coisa sobre esse livro? SOBRE ESSE AUTOR???? É o Gaiman, o autor de fantasia mais doido que eu já li. Amo o Gaiman. Ponto de exclamação.

OBS: na verdade, eu até tinha uma descrição para fazer desse livro – ou do autor, devo dizer –, mas envolve muitos palavrões. Então, acho melhor deixar quieto.

‘Confissões do Crematório’, Caitlin Doughty (Darkside Books)

Eu achei esse livro muito legal! Ele fala da morte basicamente, mas consegue ser absurdamente engraçado e fácil de ler – sem falar que dá para aprender umas coisas interessantes sobre um assunto que é muito pouco abordado, mas que é bastante curioso, eu acho, pelo menos. E foi muito bem escrito também.

Enfim, o que mais me conquistou nesse livro foi o tema e a forma como ele foi abordado.

‘Pequenos Deuses’, de Terry Pratchett (Bertrand Brasil)

Depois de ler esse livro – e rir durante quase que o processo inteiro, porque o Pratchett consegue a façanha de ser um autor fenomenal de fantasia, passar uma mensagem séria e válida e, ao mesmo tempo, ser engraçado – eu passei a querer ter tido o privilégio de conversar com o Pratchett. Só meia horinha já bastaria. Eu imagino o quão sensacional seria ter uma conversa com esse homem, porque ler um dos livros dele já foi uma experiência e tanto.

Então, é isso, gente. Espero que tenham gostem das minhas sugestões – sim, são sempre sugestões, porque espalhar a paixão pela literatura é o que importa. E, como eu sempre digo para mim mesma, a vida é muito curta para se ler livros ruins.

Um ótimo Ano Novo! Que venha 2017 com novas leituras. Vai lendo!

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário