Quando Saturno Voltar, de Laura Conrado|Resenha

Livro:
Laura Conrado

Reviewed by:
Rating:
5
On 02/09/2015
Last modified:04/09/2015

Summary:

Laura Conrado nos oferece a chance de pensar a vida de uma maneira leve, divertida e romântica

‘Quando Saturno Voltar’: uma maneira leve, divertida e romântica de pensar a vida

Por que mudar é tão difícil? Por que não aceitamos que, às vezes, as coisas não saem exatamente do jeito que esperamos, mas que isso não necessariamente é uma coisa ruim? Esse medo é resultado, em boa parte, da nossa própria insegurança. De não acreditarmos em nós mesmos e em nossa capacidade de superação. Principalmente em relação aos sentimentos, ao amor. Ficar sozinho, nem pensar! Mas como iniciar ou manter uma relação, antes mesmos de nos conhecermos melhor e nos aceitarmos? Pois é isso que Laura Conrado nos mostra em seu novo livro, Quando Saturno Voltar, publicado pela editora Globo Livros. A autora de Freud, me tira dessa!, mais uma vez, consegue falar diretamente com o leitor sobre os seus próprios receios, questionamentos e conflitos internos, numa trama recheada de humor, leveza e com uma ajudinha dos astros.

IMG_4686

Na história, Déborah é uma jornalista prestes a completar 29 anos que, aparentemente, não tem do que reclamar da vida: namora há quatro o estudante de Medicina Sérgio, com quem já faz planos para se casar e formar uma família. Além disso, trabalha desde a sua formatura na faculdade, como assessora de um time de futebol da segunda divisão de Belo Horizonte. Não é o emprego dos seus sonhos, mas é algo estável. Aliás, estabilidade parece ser a palavra preferida de Déborah. Porém, tudo muda durante uma viagem para o Chile a trabalho, onde o seu caminho cruza com o da cigana Saphira, que alerta Déborah para o “retorno de Saturno”, fenômeno astrológico que acontece às véspera de a pessoa completar 30 anos, trazendo grandes transformações. Quando ela começa a perceber alguns sinais “das estrelas” em sua viagem de volta, entre eles Henrique, um homem fascinante que conhece ainda no avião, Déborah se vê obrigada a repensar toda a sua trajetória e confrontar todos os mesmos dos quais escolheu fugir a vida inteira.

Impossível não se identificar de cara com a história de Déborah. A começar pela parte dos astros, é claro. Pode confessar que você já teve a sua fase do horóscopo. Eu mesma já tive e, admito, volta e meia resolvo conferir o que as estrelas “falam” para mim. Sou aquariana, é inevitável. Essa mistura da vida real com o esotérico deu todo um charme à obra de Laura, que conseguiu equilibrar muito bem os momentos mais leves com as horas de seriedade de sua história. Com uma narrativa extremamente natural e despretensiosa, a leitura flui de maneira imperceptível. Acompanhar os desdobramentos da vida de Déborah é um prazer e uma diversão. E, mais do que isso, um aprendizado.

saturno 300Quem nunca parou para repensar as suas próprias escolhas? Às vezes, simplesmente temos aquela fase de reflexão, de autoavaliação. É muito difícil reconhecermos os nossos próprios erros e/ou inseguranças. Talvez, o simples fato de pensar em mudar pode significar um fracasso, já que teoricamente não conseguirmos atingir algum objetivo pensado inicialmente. Em Quando Saturno Voltar, Laura mostra justamente o contrário. Ela traz outro ponto de vista e nos enche de perspectiva. Através de Déborah – uma mulher que pode ser uma amiga, conhecida, alguém da família e, por que não, você mesma -, a escritora consegue fazer o leitor embarcar nessa jornada de autoconhecimento, porém, sem esconder que grandes mudanças também pedem alguns sacrifícios e escolhas difíceis, com as quais precisamos aprender a lidar com as consequências.

Não tem lógica isso, mas é o amor que damos que nos cura, não o que recebemos. Passei a vida inteira querendo recebê-lo com garantias e, somente quando o dei sem pensar nas consequências, pude perceber cerejeiras no caminho. Antes eu conhecia o poeta, agora vivo sua poesia”

O livro é praticamente uma terapia. Você ri, chora, se solidariza com Déborah e com a situação, se irrita, em alguns momentos, mas principalmente o leva para a vida. Mais do que uma comédia romântica, um romance açucarado, Quando Saturno Voltar é um presente. É a sua chance de repensar as suas próprias decisões ou, até mesmo, aceitar as suas escolhas, pois elas levaram aos caminhos que você está trilhando hoje. Laura dá aos leitores a oportunidade de refletir e de apontar os seus erros e acertos e, acima de tudo, se conhecer e se aceitar. Com Déborah aprendemos que, antes de mudar de emprego, de ambiente e de relação, é preciso mudar o que não está funcionando ou o que incomoda em nós mesmos. Sem medo, sem receios. Apenas a vontade de nos sentirmos bem. Temos que acreditar em nosso potencial, na nossa capacidade de transformação. Esse é o primeiro passo para que, enfim, possamos nos conhecer e nos amar profundamente, pois essa é a primeira e mais duradoura história de amor que devemos ter.

“Eu me comprometo a me fazer feliz em vez de esperar felicidade de outras pessoas. Prometo cuidar dos meus sonhos com o mesmo zelo com que cuidarei dos meus filhos. Eu me perdoo por fugir de mim mesma e dos meus sonhos por medo e por comodismo. De Déborah para Déborah, eu prometo estar aqui para viver inúmeros momentos históricos por todos os dias da minha vida.”

Saiba onde comprar:
AmazonLivraria CulturaLivraria da FolhaLivraria da TravessaSaraiva – Submarino

Laura Conrado nos oferece a chance de pensar a vida de uma maneira leve, divertida e romântica

Juliana d'Arêde

Jornalista de coração. Leitora por vocação. Completamente apaixonada pelo universo dos livros, adoraria ser amiga da Jane Austen, desvendar símbolos com Robert Langdon, estudar em Hogwarts (e ser da Grifinória, é claro), ouvir histórias contadas pelo próprio Sidney Sheldon, conhecer Avalon e Camelot e experimentar a magia ao lado de Marion Zimmer Bradley, mas conheceu Mauricio de Sousa e Pedro Bandeira e não poderia ser mais realizada "literariamente". Ainda terá uma biblioteca em casa, tipo aquela de "A Bela e a Fera".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.