Sucesso ‘Minha Mãe é uma Peça’ vira livro

Minha mãe é uma peça / Divulgação
Minha mãe é uma peça / Divulgação

Depois de conquistar os palcos e arrasar nos cinemas e na TV, chegou a vez de Dona Hermínia marcar presença nas prateleiras das livrarias de todo o país. Inspirado em Dea Lúcia, mãe do ator e criador da personagem, o humorista Paulo Gustavo, o livro Minha mãe é uma peça traz histórias inéditas da matriarca mais querida do Brasil. Além disso, ela abre o jogo sobre diversos temas, como sexo, dietas e religião, dá conselhos de como criar os filhos, mostra como navegar na internet, mostra o seu guia de viagens e conta os segredos para não perder o ex marido.

O livro, lançado em março pela editora Objetiva, foi escrito pelo próprio Paulo Gustavo, em parceria com Ulisses Mattos e Fil Braz.

Como no teatro e no cinema, Minha mãe é uma peça promete causar boas gargalhadas aos leitores.

Revanche:

Em entrevista recente ao jornal Extra, a divertida mãe do ator confirmou a intenção de também escrever um livro sobre o filho. Dea Lúcia se diz empenhada em mostrar ao mundo as peripécias do seu rebento, o que, sem dúvida, renderá boas histórias!

Agora, só nos resta aguardar, ansiosos, se ela conseguirá colocar este plano em prática. Até lá, os fãs de Paulo Gustavo podem se deliciar com as confusões de Dona Hermínia, agora em páginas.

Recado de Dona Hermínia para os seus fãs:

Veja a sinopse oficial de Minha mãe é uma peça:

‘Minha mãe é uma peça’, agora em livro e com histórias inéditas de Dona Hermínia. Essas crianças ainda matam Dona Hermínia de tanta preocupação. Após berrar com os filhos no teatro, no cinema e na TV, ela agora narra as desventuras com a família em livro. Marcelina, que está “imensa de gorda”, e Juliano, que em vez de trabalhar prefere decorar as coreografias daquela “cantora negona linda, a Cebion”, não são os únicos que escutam poucas e boas. Sobra bronca também para o ex-marido, Carlos Alberto, para a nova mulher dele, “a vaca da Soraia”, e para a empregada Valdeia, “que prefere ser chamada de secretária, mas ainda não chegou lá”.

Em sua estreia na literatura, Dona Hermínia — ou melhor, Paulo Gustavo, seu criador — fala sobre sexo, dietas e religião, dá conselhos de como criar os filhos, explica a antipatia que tem por Freud e sua “mania de colocar tudo que é culpa na mãe”, mostra como navegar na internet e faz seu guia de viagens. E, ao contrário dos manuais que ensinam como segurar o marido, conta os segredos para não perder o ex.

Paulo Gustavo ficou famoso com o monólogo Minha mãe é uma peça, em cartaz desde 2006. Pelo papel, foi indicado ao Prêmio Shell de Melhor Ator. Em 2013, o espetáculo virou filme, que teve o maior público do cinema nacional no ano, com 4,6 milhões de espectadores. Agora, a dona de casa divertida e mandona, que arranca gargalhadas cúmplices no teatro, na TV e no cinema, surge no livro Minha mãe é uma peça em fotos, ilustrações e textos inéditos escritos com a colaboração de Ulisses Mattos e Fil Braz.

Um comentário em “Sucesso ‘Minha Mãe é uma Peça’ vira livro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.