As dicas de livros para o Halloween

Nesta sexta-feira, dia 31, comemora-se o Halloween, conhecido popularmente como o Dia das Bruxas. Além de fantasias e guloseimas liberadas, muitos fãs de terror também aproveitam a data para fazer maratonas de filmes do gênero. Mas algumas das histórias mais assustadoras não estão nas telas (ou saíram das páginas para as telas)! O Vai Lendo entrou no clima e preparou uma lista com 10 livros para deixar a sua noite ainda mais aterrorizante, com clássicos de Anne Rice e de Stephen King, o mestre, é claro:

1 – A Casa Negra (Stephen King e Peter Straub, editora Suma de Letras)

Divulgação
Divulgação

Jack Sawer não tem mais 12 anos, mas precisará da mesma coragem que o fez enfrentar os mistérios dos territórios. Agora, terá de encontrar novas forças para entrar numa casa medonha, perdida em uma floresta, e enfrentar os males insanos que a habitam. Ele não se recorda dos tormentos por que passou quando era menino, mas de alguma foram, sabe que o pior ainda está por vir.

2 – Psicose (Robert Bloch, editora Darkside)

Divulgação
Divulgação

Psicose, o clássico de Robert Bloch, foi publicado originalmente em 1959, livremente inspirado no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. O protagonista Norman Bates, assim como Gein, era um assassino solitário que vivia em uma localidade rural isolada, teve uma mãe dominadora, construiu um santuário para ela em um quarto e se vestia com roupas femininas. Em Psicose, sem edição no Brasil há 50 anos, Bloch antecipou e prenunciou a explosão do fenômeno serial killer do final dos anos 1980 e começo dos 1990. O livro, assim com o filme de Hitchcock, tornou-se um ícone do horror, inspirando um número sem fim de imitações inferiores, assim como a criação de Bloch, o esquizofrênico violento e travestido Bates, tornou-se um arquétipo do horror incorporado a cultura pop.

3 – Entrevista com o Vampiro (Anne Rice, editora Rocco)

Divulgação
Divulgação

Escrita em 1976, Entrevista com o Vampiro inicia a série que apresentou O vampiro Lestat e A rainha dos condenados, levando os críticos à descoberta de que se trata da mais voluptuosa e sedutora história de horror do nosso tempo. Uma história que começa com a ousadia de um jovem repórter ao entrevistar Louis de Pointe du Lac, nascido em 1766 e transformado em vampiro pelo próprio Lestat, figura apaixonante que terminará, ao longo da série, arrebatando multidões como cantor de rock.

4 – Frankenstein (Mary Shelley, editora Martin Claret)

Divulgação
Divulgação

Frankenstein é o primeiro clássico da literatura de horror. A autora, casada com o poeta Percy Shelly, tinha dezenove anos quando o escreveu em 1818. É a história de um estudante da mesma idade – Victor Frankenstein – que constrói uma criatura horrenda. Ao despertar para o mundo, o monstro se vê rejeitado por todos. Daí sua tragédia e a terrível vingança que imporá ao seu criador.

5 – O Fantasma da Meia-Noite (Sidney Sheldon, editora Record)

Divulgação
Divulgação

Kenji e Mitsue ficam empolgados quando o pai deles anuncia que vão deixar o Japão para viver nos Estados Unidos. Aos 14 anos, Kenji mal podia esperar para chegar ao país. A irmã menor também ansiava por conhecer o novo lar da família Yamada na cidade de Nova York. Mas o sonho transforma-se em terrível pesadelo quando vão morar em uma casa assombrada por um mistério. O que era para ser uma temporada de descobertas e novas experiências revela-se um perigoso jogo em que a vida de todos corre sério risco. ‘O Fantasma da Meia-Noite’ é um grande thriller com a assinatura de um dos melhores e mais populares escritores do mundo.

6 – O Bebê de Rosemary (Ira Levin, editora Manole)

Divulgação
Divulgação

Rosemary Woodhouse e seu marido Guy, um ator que luta para se firmar na carreira, mudam-se para um dos endereços mais disputados de Nova York, o Bramford, um edifício antigo de ares vitorianos, habitado em sua maioria por moradores idosos e célebre por uma reputação algo macabra de incidentes misteriosos ao longo da história. Sem demora, os novos vizinhos, Roman e Minnie Castevet, vêm dar boas-vindas aos Woodhouse. Apesar das reservas de Rosemary com relação a seus hábitos excêntricos e aos barulhos estranhos que ouve à noite, o casal idoso logo passa a ser uma presença constante em suas vidas, especialmente na de Guy. Tudo parece ir de vento em popa. Guy consegue um ótimo papel na Broadway, e novas oportunidades não param de surgir para ele. Rosemary engravida, e os Castevets passam a tratá-la com atenção especial. Mas, à medida que a gestação evolui e parece deixá-la mais frágil, Rosemary começa a suspeitar que as coisas não são o que parecem ser…

7 – O Cemitério (Stephen King, editora Suma de Letras)

Divulgação
Divulgação

Louis Creed, um jovem médico de Chicago, acredita que encontrou seu lugar naquela pequena cidade do Maine. A boa casa, o trabalho na universidade, a felicidade da esposa e dos filhos lhe trazem a certeza de que fez a melhor escolha. Num dos primeiros passeios familiares para explorar a região, conhecem um “cemitério” no bosque próximo a sua casa. Ali, gerações e gerações de crianças enterraram seus animais de estimação. Para além dos pequenos túmulos, onde letras infantis registram seu primeiro contato com a morte, há, no entanto, um outro cemitério. Uma terra maligna que atrai pessoas com promessas sedutoras e onde forças estranhas são capazes de tornar real o que sempre pareceu impossível.

8 – O Iluminado (Stephen King, Suma de Letras)

Divulgação
Divulgação

Jack Torrence consegue um emprego de zelador em um velho hotel, e acha que será a solução dos problemas de sua família: não vão mais passar por dificuldades, sua esposa não vai mais sofrer e seu filho, Danny, vai poder ter ar puro para se livrar de estranhas convulsões. Mas as coisas não são tão perfeitas como parecem: existem forças malignas rondando os antigos corredores. O hotel é uma chaga aberta de ressentimento e desejo de vingança, e, inevitavelmente, um embate entre o bem e o mal terá de ser travado.

9 – O Exorcista (William Peter Blatty, editora Ediouro)

Divulgação
Divulgação

Edição comemorativa aos 40 anos do livro em 2012 e 40 do filme em 2013.
Quatro décadas após chocar o mundo inteiro, a obra de terror de William Peter Blatty permanece uma metáfora moderna do combate entre a fé e o profano na forma de um dos romances mais macabros já escritos.

10 – It- A Coisa (Stephen King, Suma de Letras)

Divulgação
Divulgação
Durante as férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e… do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry. Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permanece em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa. Em ‘It – A Coisa’, clássico de Stephen King em nova edição, os amigos irão até o fim, mesmo que isso signifique ultrapassar os próprios limites.

 

Um comentário em “As dicas de livros para o Halloween

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.